sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Doenças & Reencarnação São Oportunidades de Crescimento da Alma - 'Entrevista com um Anjo'.

“Gostaríamos de dedicar este livro [ e esta página] a todas as almas que ousaram olhar, que arriscaram encontrar e que enfrentaram o medo atroz daquilo que encontraram... Essas almas que seguiram o caminho do coração e descobriram aonde essa jornada os levou. E, ao descobrir, compartilharam"... (Palavras do Anjo Ariel).

(*) "Somos seres espirituais vivendo experiências na forma humana"... E ninguém nasce num certo dia e hora por acaso, como se vê no mapa astrológico. Esquecemos, porém, a origem de nosso ser interior ao adentrar a veste humana, a missão ou lições de vida escolhidas para vivenciar no mundo espaço-tempo. Mas, as características do 'Anjo da Guarda de seu aniversário' podem revelar qualidades e potencialidades que você escolheu experienciar neste 'campo quântico de possibilidades', para expandir a consciência do Self imortal, figurado as vezes como 'criança divina'... NOTE BEM: Embora a infância seja pré-determinada por fator kármico ou escolhas antes de nascer, temos a opção de mudar o roteiro a partir da adolescência e na vida adulta, rumo ao 'Bem Superior', ou para baixo, o 'mal'. Tudo faz parte deste aprendizado: "O que o homem semear, isso também colherá". [Paulo, Gálatas 6.7]. (Campos de Raphael).

 Mensagem de Aniversário.

Música suave atrai a presença dos Anjos... Escolha abaixo àquela que aquiete a mente e 'fale' ao seu coração. Minimize, reabra o portal e a ouça durante a leitura:

DICAS DE SAÚDE: Dores de coluna, bico de papagaio, artrite, pedras nos rins? Pode ser carência de magnésio! Veja o depoimento deste experiente Clínico, Dr. Luiz Moura:


Doenças & Reencarnação São Oportunidades de Crescimento da Alma - Palavras de o Anjo Ariel. [‘Entrevista com um Anjo’).
“A dor provocada pelo câncer pode proporcionar ao coração e à alma dessa pessoa um crescimento espiritual imensurável. E a partir do momento em que essa pessoa sabe – no fundo do seu coração – que não é chegada a sua hora, então o empenho, a luta e a garra para sobreviver pode proporcionar-lhe uma grande evolução”... (Palavras do Anjo Ariel).

Linda Sue (psicóloga), pergunta: "As pessoas ficam doentes porque não estão vivendo de acordo com os planos do universo com relação a elas?"

Anjo Ariel: A doença é uma questão muito complicada. E é tão mal compreendida pelas pessoas. A doença pode ser um aviso - o aviso de que vocês estão vivendo longe da sua verdade, o aviso de que vocês estão ignorando sentimentos assoberbantes, especialmente o medo e o stress. Mas a doença pode ser também o peso que a pessoa carrega.

Existem doenças, problemas de saúde, que servem para despertar a pessoa - para que ela não fique presa, tão paralisada pelo medo; para despertá-la espiritualmente para um aspecto mais elevado da vida.

Há muitas maneiras de orientar e persuadir o ego para que ele se desenvolva, para que ele deixe que a sua divindade também entre em cena...
Linda Sue: “Se as pessoas aprendessem a não temer a morte, acreditando que ela não representa o fim, mas a etapa seguinte, talvez não tivessem necessidade de gastar milhares de dólares em tratamentos médicos nas suas últimas semanas de vida, na tentativa de adiar a morte por mais um dia... Concorda?"

Anjo Ariel: Mais uma vez, há uma pergunta dentro de outra pergunta. A pessoa que gasta centenas de milhares de dólares ou as economias de uma vida inteira para sobreviver por mais uma semana, mais um mês ou um ano, pode estar em perfeita concordância com sua própria experiência...

Essa alma em particular, agindo de acordo com a mais pura verdade e em perfeita harmonia, pode estar fazendo exatamente o que, segundo o plano divino, ela deveria fazer. Não subestimem o valor dessa atitude. Nós tomamos cuidado com as palavras que usamos para descrever isso, pois não queremos passar a ideia de que a morte é algo trivial.

A morte não é uma opção para apaziguar ou satisfazer as preferências do ego. Não olhem para a vida como se ela fosse uma roupa que a alma veste. Se vocês não gostam de uma determinada roupas, vocês a trocam por outra que lhes agrade mais. E se esta não lhes cair bem, vocês podem trocá-la novamente.

Temos visto com demasiada frequência, em culturas que acreditam em reencarnação – culturas espalhadas pelo mundo e que vocês chamam de 'orientais' – que nas ocasiões que as crianças, especialmente, imaturas do ponto de vista espiritual, acham que não são bastante bonitas, que encarnaram num corpo que não é bonito, ou que seus pais não são ricos o suficiente ou que as circunstâncias em que se encontram na vida não são o que elas esperavam, ou que mais queriam – elas simplesmente se matam, com a esperança de voltar a reencarnar em melhores circunstâncias...
 
Isso é um completo mal-entendido. A vida humana é, em todos os sentidos, a dádiva mais preciosa que vocês têm. Vocês só deverão se render à morte quando, a despeito de desejarem permanecer no corpo, de viver – mesmo que seja só por mais um breve instante -, vocês ouvirem, sentirem, perceberem a vontade de Deus e forem chamados de sua experiência como seres humanos. Esse é o momento em que vocês devem se render à morte.

Toda pessoa que enfrentou esse momento sabe, num nível acima das palavras, acima das ideias, que é chegada a sua hora. Pois ela é convidada e atraída para um nível de Amor cada vez maior, adentrando no que a mente humana poderia interpretar como um fulgor luminoso que se torna cada vez mais forte, alçando níveis de Amor que vocês, em sua perspectiva humana nunca conheceram.

Essa morte resume-se simplesmente em deixa-se ir e ser levado em direção a essa Amor ou ser envolvido por ele. A morte da qual falamos antes, o suicídio, não é um convite para se deixar envolver por esse Amor, não na forma como estamos falando agora. O suicídio é uma fuga do inferno em que se transformou uma determinada vida.

E como é igualmente difícil para aqueles que, impotentes ou desesperançados, têm de presenciar um ser amado sofrendo a dor de uma doença, [mas], não tenham dúvida, as almas não se aprimoram ou evoluem como base no que é confortável ou desconfortável...
 
A dor provocada pelo câncer pode proporcionar ao coração e à alma dessa pessoa um crescimento espiritual imensurável. E a partir do momento em que essa pessoa sabe – no fundo do seu coração – que não é chegada a sua hora, então o empenho, a luta, a garra para sobreviver pode proporcionar-lhe uma grande evolução.

“E no mesmo instante em que a alma percebe que ela está sendo atraída e chamada, convidada e e envolvida pelos braços abertos da luz divina, ela simplesmente abandona sua forma humana e se rende ao convite que Deus  lhe faz”...[‘Entrevista com um Anjo’, p. 156 e 161/62. Stevan J. Thayer – Linda Sue Nathanson. Pensamento. Título original: ‘Interview with an Angel. Our World, Our Selves, Our Destiny’. 1997].



Click nos Anjinhos e conheça também: 
 Click nos Anjinhos & Veja também;
 Luz, Amor e Paz! (Campos de Raphael).