sexta-feira, 24 de outubro de 2014

A UNICIDADE DE CONSCIÊNCIAS: SOMOS TODOS UM - Consciência Angélica e Consciência na Forma Humana. ['Entrevista com um Anjo'].

 "Lembrem-se: é a mente humana que atua como um prisma, separando o reino angélico em segmentos perceptíveis que podem ser compreendidos. E, infelizmente, neste ponto da evolução da mente humana, não é possível para o ser humano apreender a totalidade do nosso reino ou, em termos religiosos, a totalidade de Deus, de Alá, do Tao, do Pai, da Mãe, ou da Deusa"... (Palavras do Anjo Ariel).

(*) "Somos seres espirituais vivendo experiências na forma humana"... E ninguém nasce num certo dia e hora por acaso, como se vê no mapa astrológico. Esquecemos, porém, a origem de nosso ser interior ao adentrar a veste humana, a missão ou lições de vida escolhidas para vivenciar no mundo espaço-tempo. Mas, as características do 'Anjo da Guarda de seu aniversário' podem revelar qualidades e potencialidades que você escolheu experienciar neste 'campo quântico de possibilidades', para expandir a consciência do Self imortal, figurado as vezes como 'criança divina'... NOTE BEM: Embora a infância seja pré-determinada por fator kármico ou escolhas antes de nascer, temos a opção de mudar o roteiro a partir da adolescência e na vida adulta, rumo ao 'Bem Superior', ou para baixo, o 'mal'. Tudo faz parte deste aprendizado: "O que o homem semear, isso também colherá". [Paulo, Gálatas 6.7]. (Campos de Raphael).

 Happy Birthday
Música suave atrai a presença dos Anjos... Escolha abaixo àquela que aquiete a mente e 'fale' ao seu coração. Minimize, reabra o portal e a ouça durante a leitura:

DICAS DE SAÚDE: Dores de coluna, bico de papagaio, artrite, pedras nos rins? Pode ser carência de magnésio! Veja o depoimento deste experiente Clínico, Dr. Luiz Moura:


A Unicidade de Consciências: Somos Todos UM - Consciência Angélica e Consciência na Forma Humana.

"Quando se transcende o estado mental do ego, que normalmente considera a si mesmo como algo à parte e separado do Todo, e se entra no reino da consciência em que não existe separatividade nem distinção, tudo é essencialmente e infinitamente Um". (Anjo Ariel). 


Linda Sue: "Os anjos têm os cinco sentidos básicos - visão, audição, olfato, paladar e tato?"

Anjo Ariel: "A resposta mais simples para esta pergunta é: Não, nós não temos... Os sentidos aos quais você se refere servem especificamente para levar, por meio dessas várias formas de percepção, as informações do mundo em que vocês vivem para a consciência que habita na forma humana. Essas formas de percepção não são possíveis ou necessárias no reino a partir do qual nós falamos"...

O paralelo mais próximo que poderíamos fazer com relação ao que você descreveu como órgãos de percepção seria um estado de conhecimento (ou de saber), em contraposição a um estado de percepção. O ser humano usa a percepção para conseguir informações suficientes que o levem a determinar, por meio da lógica ou inferir por meio da intuição, a verdade sobre o ambiente e o mundo que ele habita.

O reino a partir do qual nós falamos é um estado de consciência no qual o estado de conhecimento é o método usado para obter informação sobre o ambiente. Tudo que se precisa compreender no estado de pura consciência é simplesmente conhecido; está simplesmente à disposição de todos. Não existem barreiras formadas por entidades separadas ou individuais, que impeçam a unidade que permeia a forma de transmitir esse conhecimento a todos os lugares

Esse estado de conhecimento não é limitado a esse reino em particular, pois no reino humano há muitos que já chegaram a esse estado, e são capazes de transcender os cinco sentidos que você descreveu. Essas pessoas têm a capacidade do saber puro, da cognição, que é impossível de se obter por meio dos cinco sentidos.

Existem muitos casos de comunicação por meio desse dom de saber na vida diária de pessoas comuns. Por meio dos laços do amor, por exemplo, a mãe sabe instintivamente quando o filho está em perigo. E uma pessoa pode saber que algo aconteceu a alguém que ama, sem receber qualquer informação a esse respeito por meio dos cinco sentidos.

Também nos casos em que o telefone toca e vocês já sabem que receberão más notícias e, quando atendem, de fato às recebem. Essa capacidade de simplesmente saber não é questionável; é um fato que transcende a todos os limitados órgãos da percepção humana.

Existem muitas pessoas que usam essa capacidade em questões aparentemente menos espirituais, relacionadas com negócios, comércio e até jogos de azar. Nesses casos, além de todos os fatos e informações de que a pessoa dispõe, ela sabe o que acontecerá e a sua vida é guiada por aquele conhecimento.

Essa capacidade rara, momentânea ou nata, que poucas pessoas no reino humano têm, é o meio de entendimento predominante no reino angélico...
Linda Sue, pergunta: "Você já teve uma forma humana?"

Anjo Ariel: "Será difícil entender a resposta desta pergunta, do seu ponto de vista. Nós a responderemos não de uma forma totalmente precisa, mas de um jeito que vocês possam entender"...

Nós somos muitos, e alguns que fazem parte desse coletivo, que chamamos de nós, já tiveram forma humana. Há vários que ainda não passaram pela experiência de habitar uma forma humana e outros que [talvez] nunca passarão por essa experiência. Desses que já passaram por essa experiência, muitos se lembram de grande parte dela e conhecem as limitações da forma humana.

A resposta a essa pergunta não será muito precisa, pois, mais uma vez, não conseguimos encontrar palavras que possam ajudá-los a entender esta dimensão em que nós estamos. Não é como se tivessem muitos de nós aqui, pois na verdade somos apenas Um. 

Esse Um toma forma diferentes. Talvez ajude se vocês pensarem nos sinais de comunicação eletrônica. Vocês estão cercados por centenas e e centenas de transmissões de rádio, TV e telefones celulares - comunicações em muitas formas diferentes. Estão todas acontecendo ao mesmo tempo, milhares delas rodeando vocês agora.

Um aparelho específico - um telefone, um rádio, um televisor - pode sintonizar uma transmissão por vez, e vocês pensarão que aquela é a única, que ela é separada das outras e não se confunde com elas. No entanto, elas acontecem simultaneamente e são todas a mesma coisa. Quando vocês percebem a nossa presença e recebem o sinal que passaram a conhecer como 'Ariel', trata-se de um fenômeno semelhante.

Linda Sue: "Então Stevan e outras pessoas que tenham o mesmo dom podem captar esse sinal?"

Anjo Ariel: "Sim, como faria um receptor. E essa vibração [Ariel], embora ela seja difícil de descrever, é perfeitamente perceptível para ele, em virtude da capacidade que ele [Stevan] tem de receber"...
 
Linda Sue: "Eu estou interessada em saber mais sobre aquilo que você chama de seu reino, seu mundo, seus compatriotas".

Anjo Ariel: "Terei de usar outro expediente, outro jogo de palavras para que vocês entendam o que não é compreensível. Este reino de onde nós falamos é um reino em que a consciência não é obstruída por um ego e nem está vinculada a uma forma física. As palavras que diremos a seguir não são precisas, mas podem ajudá-los a entender isto: nossa alma não está vinculada à forma física.

Muitas vezes, para ajudar as pessoas a entenderem esse conceito, nós descrevemos uma hierarquia que vai da forma mais inferior à mais elevada. Muitas das crenças de vocês trazem essa visão hierárquica do nosso reino. Do nosso ponto de vista, essas crenças não são válidas, pois no reino angélico não se faz comparações do tipo 'melhor' ou 'pior', 'mais elevado' ou 'menos elevado'. Todos simplesmente são.

Mas como nós somos auxiliados e percebidos por aqueles que, no reino de vocês, servem como pontes ou canais entre o nosso reino e este em que vocês estão, existe uma interpretação humana para termos como 'vibração superior', 'vibração inferior', 'mais perto de Deus', 'mais distante de Deus', 'bom', 'ruim'. Essa interpretação feita pelos seres humanos leva à conclusão de que existe um sistema. E do ponto de vista humano, isso está correto. No entanto, do nosso ponto de vista, isso não é verdade...
 
Linda Sue: "Existem muitos de vocês no seu reino?"

Anjo Ariel: Esta é uma pergunta muito difícil - 'existem muitos de nós nosso reino?' São apenas vocês, que se identificam com o eu [o ego] como entidade separada e diferente de todos os outros seres e criaturas vivas, que tentam projetar sobre nosso reino uma ideia de separação. Mais uma vez, embora isso não seja verdade, há um pouco de verdade nisso.

Não é verdade que nós somos separados e distintos uns dos outros, e é por isso que, para nos comunicar com vocês, nós nunca falamos no singular usando o pronome eu. Embora frequentemente se transmita um rótulo, um nome, um sentimento, uma energia, uma imagem, à pessoa que intermedia as nossas mensagens, tudo isso tem apenas o propósito de ajudar essa pessoa, e não representa uma afirmação da verdade ou uma identidade em particular.

A visão humana do reino dos anjos, dividido em hierarquias que classificam, sistematizam e agrupam os anjos em categorias, usando nomes, rótulos e identidades, é de certa forma imprecisa. Nós temos nos comunicado com a mente humana através dos tempos e de uma forma que possamos ser úteis. Temos apresentado uma imagem que povos de diferentes épocas e lugares têm visto constantemente. Isso contribuiu para que os seres humanos interpretassem nossa identidade como algo separado e bem definido, diferenciando isto daquilo, este daquele.

Isso foi apenas um expediente para tentar tornar parcialmente compreensível, para a mente humana, algo que [lhe] era incompreensível. Pois, se não fôssemos compreendidos, não nos seria possível falar, trabalhar, guiar, ensinar e ajudar. E nós não poderíamos orientá-los em sua evolução espiritual.

Não tenham dúvida, a energia do nosso reino está disponível para todos. Há mais do que o suficiente (chame-os de anjos, [agentes espirituais], guias, espíritos auxiliadores, guardiões) para servir, ajudar e ensinar todas as pessoas deste planeta - e cem vezes se for preciso... Mas somente as pessoas que estiverem prontas, que se desenvolveram, que estiverem abertas é que poderão sr atendidas...

Linda Sue: "Você poderia nos dar mais detalhes sobre a natureza do reino angélico?"

Anjo Ariel: "Digo mais uma vez que é impossível achar palavras ou metáforas apropriadas para descrevê-lo com precisão, pois a mente humana é incapaz de compreender a verdade da nossa realidade. Mas ajudaria se usássemos uma analogia que proporcionasse a vocês, por aproximação, uma visão mais clara do nosso reino"...
Se vocês tomassem um dos seus instrumentos, um prisma, e colocassem-no sob a luz do sol, ele formaria um lindo arco-iris de cores na parede. Tecnicamente, cada uma das cores (o azul, o verde, o vermelho, o violeta, etc.), parece ser algo independente. 

Para os olhos de vocês, o vermelho é diferente do azul ou do amarelo. Vocês acham que cada cor, por si própria e em si própria, só existe como uma vibração, como algo que vocês percebem. E mesmo assim, todo prisma exposto aos raios do sol sempre produzirá um espectro de cores que vocês conseguirão perceber.

Nós somos parecidos com a luz do sol. Quando vocês olham para a luz do sol ela é uma coisa uniforme. Não há nada de azul aqui e vermelho ali. Também não existe nada que seja superior ou inferior. No entanto, a mente de vocês quer naturalmente separar as vibrações em mais altas ou mais baixas, Isso é o que acontece quando a mente humana tenta compreender o nosso reino.

A mente é como um prisma. Como ela não consegue perceber o espectro inteiro de uma só vez, ela tem de separá-lo e lidar com a parte pequena, com a partícula infinitesimal do que está disponível no reino a partir do qual nós nos comunicamos. A mente atua de acordo com o modelo com o qual ela mais se adapta.

Ao longo de toda História, aqueles que estiveram abertos à nossa comunicação ligaram-se com pequenos fragmentos do nosso reino. Sendo assim, características humanas como nomes, personalidades e características pessoais estiveram presentes nessa comunicação, assim como descrevemos com a nossa metáfora das cores.

Um grupo de pessoas provenientes de várias culturas e com diferentes bagagens culturais, até mesmo de período de tempo diferentes, que contemplar e em seguida escrever sobre a cor vermelha terá uma experiência bem semelhante.

Do mesmo modo, as mentes que se ligarem à consciência e sintonizarem com suas faixas, assim como um receptor de ondas de rádio sintoniza as frequências de um espectro de ondas de rádio identificado como 'Ariel', entrarão em contato (dentro dos limites impostos pela sua própria distorção) com o mesmo ser, com a mesma vibração, com as mesmas palavras, com a mesma essência.

Vocês verão, no entanto, que existem muitos registros históricos de anjos de nomes diferentes, que foram vistos ao longo de muitos períodos da História, e descritos com características aparentemente contraditórias - a mesma voz, o mesmo nome e a mesma presença que em uma ocasião é considerada masculina e em outra, feminina; ou em uma ocasião é considerada boa e em outra, talvez má.

Essas interpretações, classificações ou descrições não fomos nós que fizemos, mas vocês. Quando as pessoas entram em contato com uma certa faixa de consciência e captam essa informação, elas formam sua própria opinião, sua ideia, sua interpretação acerca daquilo que viram ou ouviram. Em consequência disso, parece haver, aos olhos humanos, um reino inteiro de infinitos seres de todos os tipos, com muitos e muitos nomes e pertencentes a uma série de hierarquias.

De fato, os sistemas de comunicação de vocês têm faixas como as que vocês chamam de VHF e UHF, AM e FM, frequências cada vez mais altas, todas parecendo ser diferentes, cada qual com sua própria personalidade. Se duas pessoas com receptores adequados, sintonizarem a mesma estação numa determinada frequência, elas poderão receber as mesmas informações. 

Mas na verdade, tudo é vibração, tudo é a mesma coisa. Tudo foi fragmentado apenas para atender a diferentes propósitos. De modo semelhante, um canal - uma pessoa que fala, vê e se comunica com o reino angélico - está, naquele momento, limitando-se a uma faixa bem estreita, de forma que a sua mente possa entender.

Mas não confundam a figura desse pequeno segmento com a totalidade do que existe, ou mesmo com uma representação precisa da totalidade. O canal verá imagens repetidas vezes, sempre parecendo a mesma, assim como a cor de um espectro parece nunca mudar.

No entanto, lembrem-se: é a mente humana que atua como um prisma, separando o reino angélico em segmentos perceptíveis que podem ser compreendidos. E, infelizmente, neste ponto da evolução da mente humana, não é possível para o ser humano apreender a totalidade do nosso reino ou, em termos religiosos, a totalidade de Deus, de Alá, do Tao, do Pai, da Mãe, ou da Deusa...
 
É lamentável que, ao longo da História, algumas vezes as pessoas tenham se preocupado mais com o mensageiro do que com a própria mensagem. E todavia vocês verão que, durante todo esse tempo, a mensagem nunca mudou...

Linda Sue: "Que mensagem seria essa?"

Anjo Ariel: "A mensagem de Amor". [Extraído de 'Entrevista com um Anjo', p. 100/107. Stevan J. Thayer - Linad Sue Nathanson. Pensamento. Título original: 'Interview with an Angel'. 1997].
Click nos Anjinhos e conheça também: 
 Click nos Anjinhos & Veja também;
 Luz, Amor e Paz! (Campos de Raphael).