quinta-feira, 23 de maio de 2013

ANGEOLOGIA - UMA VIDA DEDICADA AOS ANJOS: K. Martin-Cury.

Anjos da Guarda: Clic e saiba o seu! 
Anjo Guardião do Dia: Damabiah. Protege quem nasce em 23/05, 04/08, 16/10, 28/12 e 11/03. Favorece a obtenção do triunfo com empreendimentos que tenham resultados úteis. Protege os marinheiros, pilotos e todo o comércio que tem como fonte o mar e o ar. Sob sua influência poderá ter fortuna considerável e se destacar no meio em que vive pelas descobertas úteis. Possuidor de espírito nobre e elevado, terá enorme possibilidade de sucesso. Adora assuntos místicos e esotéricos; seu pensamento positivo, será capaz de quebrar qualquer feitiço, "olho gordo" ou inveja.  Saiba mais: Damabiah - 65º Anjo da  Categoria 'Anjos".

 “Ninguém nasce para sofrer; nasce para aprender”. (Campos de Raphael).
DICAS DE SAÚDE: Dores de coluna, articulações, calcificação, artrite, pedras nos rins?!  Pode provir da carência de magnésio no organismo! O magnésio pode e deve ser usado como complemento alimentar. Reforça o sistema imunológico, previne câncer e pode curar vários males. Veja abaixo os vídeos e o testemunho deste experiente clínico: Dr. Luiz Moura - 'O Cloreto de Magnésio'.
Dosagem. Cloreto de Magnésio.
V. sabia? O sangue tem Poder de Cura! Auto-hemoterapia: Reportagem de o 'Domingo Espetacular'.
 
Espiritualidade. Vídeo em destaque:
 
Angeologia - Uma Vida Dedicada aos Anjos: K. Martin-Cury. (*)
(*) K. Martin Kuri é artista profissional, angeologista e fundadora da Twenty-Eight Angels Inc., organização destinada a promover o estudo e a compreensão sobre os anjos e o mundo divino. Professora, conferencista e autora, Martin-Kuri produziu e dirigiu a Primeira Conferência Internacional sobre Anjos. No momento, está trabalhando um livro sobre o atual ressurgimento do interesse popular em anjos.
Pergunta: “Como foi que você tomou a decisão de dedicar a sua vida aos anjos?”
Martin-Kuri: Quando era menina – e isso foi há muito tempo atrás – descobri que havia anjos em torno do meu berço. Podia vê-los e sabia que os anjos rodeavam pessoas da minha família. Notei que muita gente não prestava atenção a eles.
Assisti a muito sofrimento e vi a grande possibilidade de as pessoas abrandarem as suas dores, se pudessem ouvir aqueles seres gloriosos e radiantes bem ao seu lado, murmurando bênçãos do céu, repletas de conforto e energia.
Tive uma experiência quando estava no primário e caminhava sobre um gramado. Os céus se abriram bem acima de mim e vi milhões e milhões de anjos. Parecia um quadro de Dürer.


Naquele momento soube que jamais seria capaz de alcançar o meu objetivo, a não ser que me lembrasse da importância de estar aqui como ser humano: viver e tentar ajudar o próximo.
Foi então que decidi, ainda muito nova, que queria ajudar a humanidade. E transformei em linha de conduta vitalícia trabalhar com os anjos e compreender o seu envolvimento na criação do universo.
Tornei-me uma especialista em cores e em seus efeitos na alteração do sofrimento, o que significa alterar a consciência. Os anjos trabalham muito com as cores. Onde houver flores bonitas, vêem-se os vestígios das obras dos anjos mais iluminados – especificamente, os dos reinos dos elementais que são orientados pelos [arcanjos] anjos situados acima da conhecida esfera de anjos da guarda.
Mas eu acrescentaria que esse trabalho com os anjos é também um trabalho com as energias criadoras dos anjos. Desde o início senti que gostaria de viver uma vida de glória a Deus. E eu me esforço muito, muito mesmo...  

 
P. “Você poderia nos definir um anjo e descrever seus diversos tipos e classes?”
KMK: Na língua inglesa, a palavra anjo tem realmente a conotação de mensageiro. Mas acho que os anjos são muito mais do que apenas mensageiros. Para mim, anjos são aqueles aspectos do divino criador que construíram uma ponte entre a humanidade e a própria origem.
Essa ponte possui gradações de luz, ou estágios de consciência, que vêm a formar as diversas hierarquias. Mais próximos da humanidade estão os anjos da guarda. Depois desses que cuidam da humanidade, encontramos os que protegem as nações ou culturas. São chamados de arcanjos.
Além dos arcanjos, temos os archi. Estes são os únicos responsáveis por toda a ascensão, o desenvolvimento e a queda das civilizações no nível planetário.
Além deles, estão os dynamis, ou espíritos do movimento. Estão envolvidos em eventos como a rotação dos planetas e com tudo que é dinâmico.
Em seguida, vêm os kyriotetes, conhecidos como espíritos do conhecimento, que nos proporcionam a sabedoria a partir da qual constatamos a existência da perfeição na beleza da rosa.
Acima dessas hierarquias angelicais, vêm os três níveis de seres angelicais mais importantes. Os primeiros são os tronos, responsáveis pela manutenção de todo o universo. Depois os querubins. Mais acima, os serafins e, depois, [vem] a Divindade.
Desse modo, o propósito dos anjos é o de se tornarem transformadores, se me permite dizê-lo, da mais poderosa luz de toda a existência até um nível em que possamos absorvê-la. Não podemos estar na presença do mais poderoso, o Criador, sem estarmos repletos do mesmo grau de luz, do mesmo estado de pureza. Exceto por benevolência.
Por conseguinte, se quisermos estar em harmonia com as obras dos anjos em todo o universo divino, temos que permitir a sua atuação em nossas vidas...
P. “Por que os anjos são retratados com asas?”
KMK: Para mim, os anjos aparecem como seres de muita luz. Mas é possível que apareçam com campos de energia semelhantes a uma asa e nós assim os distingamos. As asas são uma imagem que reflete os níveis multidimensionais em que os anjos operam. Constituem um símbolo da capacidade de transitar por entre essas dimensões. Em seu nível mais alto, eles aparecem como uma luz. Nada além de luz.
Os anjos chegam até as pessoas assumindo uma forma que elas possam perceber. Para uns, pode ser um homem de terno e pasta na mão ou um motorista de caminhão; pode ser uma jovem vestida de garçonete. Ou pode ser um piloto de avião. Não importa a sua aparência, sempre se pode sentir a essência da paz em torno dele. Experimenta-se a sensação de tranquilidade interior e de estar sendo abençoada...
Esse é um lado da balança. Na outra extremidade, você vem a ter a pura percepção da luz. Nosso universo é todo energia. Nosso Criador nada mais é do que a mais poderosa de todas as luzes. E, portanto, poderia haver a experiência de uma pessoa sendo tão abastecida de sua própria luz interior que ele ou ela poderia conectar-se à luz desse anjo maravilhoso. (K. Martin-Kuri).
[Extraído de ‘Anjos: Os Mensageiros Misteriosos’, p. 139/42. Rex Hauck. Nova Era/Record. 1996].
 Luz, Amor e Paz! (Campos de Raphael).