sexta-feira, 29 de junho de 2012

ANJOS DA GUARDA E ANJOS GUIAS – (Hazel Raven)


“Se as portas da percepção fossem abertas, todas as coisas apareceriam para o homem tal como são – infinitas”. (William Blake). [Cf. ‘Para Além da Mente’, p. 102. Abril Livros. 1993].
Introitos:


Anjos num só Clic no portaldeanjos.blogspot.com/:
Amplie seu conhecimento:
V. sabia? Carl Jung descobriu que "agentes espirituais" atuam por trás do Oráculo de o 'I Ching'. E sabe que os "anjos da Sincronicidade" e as "coincidências significativas"', podem ajudar-nos também através das Cartas do Tarot?!


V. precisa de orientação angélica? Peça ao anjo da guarda sua resposta sincera e consulte o Tarot! (Clic): Tarot da "estrela-guia" - é gratis!



Terapia Holística. (Clic): Influências das Fases da Lua na sua vida.

Vídeos:  'Anjos Bons e Anjos Caídos'. (Vídeo 1).(Clic): 'Anjos & Alienígenas'.

Mude seu olhar: ‘Alma Humana’ (Ana D’Araujo, psicoterapeuta).





Anjos da Guarda e Anjos Guias – (Hazel Raven)

“A tarefa dos anjos da guarda é de nos proteger, guiar e fortalecer contra as forças do mal. Embora esses anjos estejam no patamar mais inferior em termos de poderes celestiais, eles estão ainda assim ligados aos imensos anjos “planetários”. Nosso anjo da guarda é, portanto, nossa primeira rota para Deus”.

Todos nós temos um anjo da guarda que nunca nos abandonará. Nosso anjo da guarda nos é designado quando encarnamos pela primeira vez, e nos acompanha ao longo de todas as encarnações, à medida que evoluímos rumo a um destino comum.

A tarefa do anjo guardião é canalizar a maior quantidade possível de luz para nós, com o objetivo de nos inspirar aos caminhos da retidão e nos fortalecer contra as forças da negatividade. Ele traz conforto nas horas de necessidade e nos ajuda ao longo da vida.

Alguns cristãos acreditam que todos nós nascemos com um anjo da guarda, mas [crêem] se somos batizados, a missão desse anjo é nos levar a Deus. O anjo da guarda faz isso constantemente rezando pela iluminação da nossa alma.



[Na verdade] a maioria das pessoas entra em contato pela primeira vez com o reino angélico por meio do anjo da guarda. Essa experiência inicial de uma presença angélica é muitas vezes tangível em situações de extremo perigo físico ou espiritual, em momentos de pesar, desespero, doença ou de alegre inspiração.

Nosso anjo da guarda [ao contrário dos falsos anjos], nunca pode violar o nosso livre-arbítrio ou nos ajudar quando optamos por ignorar a assistência oferecida. O livre-arbítrio é o dom mais sagrado da vida; é o que nos permite escolher a cada instante se queremos sintonizar a nossa consciência com o bem ou com o mal.

Algumas pessoas sentem que seu anjo da guarda é, na verdade, seu eu superior ou, como afirmam ensinamentos budistas, é nossa natureza búdica, a centelha divina dentro de cada um de nós.

Anjos guias: “Todos nós temos um anjo que nos orienta, trabalhando tanto conosco quanto o anjo da guarda. O seu anjo guia muda à medida que você evolui espiritualmente ou precisa aprender lições espirituais diferentes. Algumas pessoas têm vários anjos orientadores”... [Cf. ‘A Bíblia dos Anjos’, p. 60/61. Hazel Raven. Pensamento. 2010].


ADENDO ®: O leitor atento que já tenha lido outros artigos sobre anjos em um de nossos blogs, talvez note aparente divergências nas concepções de seus respectivos autores.

Ken Wilber, porém nos oferece uma explicação científica: cada um transmite concepções aparentemente divergentes sobre certo tema, segundo a faixa ou nível de consciência que cada qual se encontra no “Espectro da Consciência”...


Enfoques aparentemente contraditórios das diferentes abordagens podem ser "considerados complementares, pois as diferenças entre eles preenchem as lacunas existentes, criando uma síntese que valoriza igualmente as visões de Freud, Jung, May, Maslow e outros renomados psicólogos, com àquelas de grandes líderes espirituais, desde Buda, Cristo até Krishnamurti". (Márcia Tabone).



"O que eu pensava ser irreal, agora me parece em alguns aspectos mais reais do que eu considero real... Não existe um "lá fora", que seja independente do "aqui dentro". (Fred Alan Wolf, Ph.D.).

Em 'O Espectro da Consciência', Ken Wilber faz analogia entre o espectro eletromagnético e nossa consciência; que, embora “una”, ela se manifesta pela multiplicidade de aspectos, níveis ou faixas, em diferentes comprimentos das ondas magnéticas. E sugere que integremos os conhecimentos fragmentados das escolas ocidentais com elementos das tradições esotéricas, o que pode resultar numa abrangente visão holística da consciência...
Luz, Amor e Paz! (Campos de Raphael).